Publicado em Antes, Antes², Primeira Vez: EUA, Segunda Vez: Holanda

Por que ser Au Pair?

Terça – 28 de Outubro de 2014

Querido Diário,

Acho que eu não sou a única que teve “problemas” com a família ou pessoas próximas por querer ser Au Pair. Ou por querer ser Au Pair de novo :p Coloquei a palavra problemas entres aspas porque eu não tenho realmente um problema com isso, é mais um incômodo. No meu caso são os meus pais que tem um problema com isso. E o problema deles se torna o meu incômodo.

Eles não entendem porque eu decidi largar a minha vida boa de conforto pra vir ser “doméstica”. Babá também é outra palavra bem usada pelos familiares. Mas o resto da minha família e amigos nunca expressaram nenhum desconforto, ou reprovação com essa minha escolha. Não sei se é porque é inexistente ou não se sentem à vontade pra comentar mesmo. Mas o que eu vim aqui dizer é que ser Au Pair é muito mais do que ser doméstica ou babá. Se fosse assim eu não precisava sair do país pra isso, né?

As duas vezes que eu decidi ser Au Pair foi com o objetivo de sair do Brasil. E fugir realmente da zona de conforto que minha casa e meus pais me proporcionavam. E da mesmice, do calor, da violência, do trânsito. Mas só depois de ser Au Pair pela segunda vez é que eu realmente me dei conta do que isso realmente significa e o que essa experiência oferece.

Como eu disse em um email pra minha mãe: Isso (ser au pair) cai bem pra quem quer viver coisas diferentes. Cai bem pra quem quer viajar, conhecer pessoas novas, aprender coisas novas, uma língua diferente, vivenciar uma cultura diferente, pra quem quer crescer e aprender a se virar sozinho, pra quem quer aprender a se cuidar e a se valorizar.

E eu acredito que ser Au Pair proporciona tudo isso. Eu posso já estar cansada de cuidar de menino, mas não posso negar todas as vantagens que essa vida me dá. Eu moro num país de primeiro mundo, onde eu não preciso me preocupar com violência ou perigo no meio da rua. Posso voltar pra casa à pé de madrugada, sozinha, falando no celular e  não correr o risco de ser assaltada. Posso pegar minha bike e chegar no cinema em 3 minutos, ou fazer compras no mercantil e voltar pra casa em menos de 20 minutos, sem ter estresse e problemas com trânsito. Posso viajar pra outros países com facilidade e, muitas vezes, por um preço bacana. As coisas funcionam sem muita burocracia, as pessoas são educadas, os funcionários te tratam com respeito e os garçons definitivamente merecem boas gorjetas.

Então, por que ser Au Pair? Basicamente pra aprender. Aprender mais sobre si mesmo, sobre as pessoas ao seu redor, sobre o lugar de onde você veio e sobre o lugar que você escolheu morar. Pra experimentar, pra conhecer, pra abrir a sua mente e compreender melhor as coisas, pra descobrir o que você quer. E talvez até pra perceber que você já tinha.

Anúncios

Um comentário em “Por que ser Au Pair?

  1. Nossa, super me identifiquei, Manu! Penso que o programa é isso mesmo que você citou! É incrível a mudança interna (e externa tbm rsrs) depois dessa experiência super enriquecedora que é o Au pair. Como tudo na vida, nem tudo são flores; o programa é sim bem “puxado”, mas a recompensa é maravilhosa! bjssss 😉

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s